Lahissane

Sobre o Autor

Lahissane, nasceu na Cidade de Maputo, Moçambique, aos 04 de Maio de 1987, vive na Cidade de Xai-Xai. Licenciado em Direito, pela Escola Superior de Economia e Gestão-ESEG, é Jurista no Serviço Provincial de Actividades Económicas-Gaza. Professor formado pela Escola de Professores do Futuro-ADPP, tendo leccionado em 3 Escolas Primárias (Thocola, Chibabel e Caniçado) do Distrito de Guijá. Co-autor das antologias “Galiza-Moçambique Numa Linguagem e Numa Sinfonía” (editada na Galiza Espanha), “Coletânea Internacional Inspiração”, “Vozes do Vento”, “Folhas do Plátano”, “Olhar Infinito”, (editadas no Brasil), “Fique em Casa Amor”, (editada pela Associação Cultural Xitende em 2020), “Poemas para Ler em tempos de Quarentema” (Organizada pelo Grupo Poético Momento de Reflexão e a Almeida Editorial, sedeado no Brasil). Em Julho de 2020 coordenou a antologia poética “19 Cartas para Covid19” publicando 19 autores de Xitende. Em 2017, recebeu o prémio de Destaque literário no 27ᵒ Concurso Internacional de Poesia organizado pela Academia Literária Internacional de Artes, Letras e Ciência “A palavra do Século 21”, no Brasil. Publica em várias revistas nacionais. É colaborador do Jornal Correio da Palavra, editado mensalmente no Brasil e em 2018 tornou-se colaborador da revista portuguesa InComunidade. Seus textos e fotografias são publicados pela revista Mapas do Confinamento que une vários autores do mundo. Em Outubro de 2019 participou no primeiro encontro realizado em África e em Moçambique de Poetas Del Mundo como membro correspondente do movimento Poetas del Mundo em Gaza. Em Maio de 2020 participou por via virtual do IV Encuentro Internacional de Poetas en Ipiales organizado pelos poetas da Colômbia. Entre os anos 2015 a 2021 foi Delegado da Associação Cultural Xitende na Delegação de Chókwè, tendo organizado saraus culturais, feiras do livro e concursos de poesias entre os estudantes das Escolas Secundárias dos Distritos de Chówkè e Guijá. Suas declamações são divulgadas num Podcast de Portugal, chamado Dias Úteis. É académico correspondente da Academia Literária Internacional de Artes, Letras e Ciência-ALPAS 21 sedeada na Cidade de Cruz Alta no Brasil, com a cadeira número 23. Recebeu menção honrosa pelo poema “Angústia” na República das Honduras, na América Central em 2020. Em 2016 criou um grupo composto pelas crianças da Vila de Caniçado, designado: “Os Bardos de Guijá” vocacionado a declamação de poesias, dança, canto e teatro. É fotógrafo e fundador do projecto “Fotografar Moçambique” que conta com mais de 35 mil seguidores. Desde 2015 é co-organizador do Festival Internacional de Poesia Xai-Xai.

Livros de Lahissane

Termos e condições aplicáveis
crossmenu